R. Padre Manoel Guinaut, 36 - Centro, Valinhos - SP, 13270-030

Bichectomia

Nos últimos anos a bichectomia entrou para uma das cirurgias mais famosas e queridinhas entre o publico brasileiro devido a muitas celebridades aderiram a cirurgia e conquistaram um rostinho mais fino.

Bichectomia: Por que todos querem fazer?

A bichectomia é uma cirurgia com recuperação rápida e resultados satisfatórios, por isso, tem despertado o interesse de tantos pacientes. A principal vantagem do procedimento é a melhora da autoestima e autoconfiança promovida pela mudança estética. . Alguns pacientes notam mudanças significativas, enquanto em outros casos, a mudança é sútil. Por isso, é fundamental que você converse com seu cirurgião dentista para alinhar suas expectativas.

Os resultados esperados da cirurgia são o afinamento da parte inferior do rosto, promovendo a definição das mandíbulas e maçãs.

Além disso, é um procedimento relativamente simples e minimamente invasivo. Por ser feito com anestesia local, é um processo indolor e o pós-operatório assemelha-se ao de uma extração do terceiro molar.

Apesar de ser um procedimento seguro, que praticamente não oferece riscos, a bichectomia ainda assim é uma cirurgia e, por isso, para que ocorra de forma tranquila, é importante contar com um profissional qualificado e experiente, além de uma clínica especializada no assunto e equipada para lidar com possíveis complicações.

 

Quais famosas ou celebridades que já fizeram bichectomia?

Essa pergunta não poderia faltar, afinal de contas, muita gente ainda associa essa cirurgia plástica à pessoas famosas e celebridades, que teriam feito a intervenção.

Esses são alguns exemplos de celebridades conhecidas por terem feito bichectomia: Victoria Beckham, Kim Kardashian, Angelina Jolie, Megan Fox, Madona.

Se você se incomoda com o tamanho das suas bochechas e gostaria de afinar e acentuar suas maçãs este procedimento pode ser indicado para você!

Nos próximos tópicos vamos explicar o que é a famosinha bichectomia para que é indicada e os cuidados após a cirurgia. Confira

 

Para quem a bichectomia é indicada?

Antes de mais nada, é preciso que o paciente passe por uma avaliação profissional para entender se está apto para o procedimento e quais são as suas expectativas.

A cirurgia é indicada para pessoas que apresentam o formato do rosto muito arredondado, volume pouco definido, bochechas muito grandes ou pouca definição da mandíbula em razão da gordura da papada e pescoço. Mas é claro, desde que o paciente se incomode com essas características.

 

Existe alguma indicação funcional para diminuir a bochecha? O que é a bichectomia funcional?

A bichectomia funcional costuma ser feita em pacientes que com muito volume na região da bola de Bichat, os quais, em função disso, acabam mordendo muito as bochechas.

A lesão repetida da parte interna da bochecha, pode causar uma proliferação de bactérias que podem causar mau hálito e doenças da cavidade oral e gengiva. Nesses pacientes, pode haver inclusive formação de caseos amigdalianos (bolinhas brancas que ficam coladas na garganta gerando mau hálito).

Apesar de ser mais procurado por mulheres, homens com esse biotipo também podem optar pela cirurgia e se beneficiarão com os resultados.

 

Qual objetivo principal desta cirurgia?

Este procedimento tem como objetivo principal a remoção de um acúmulo de gordura localizada em cada lado da bochecha chamada Bola de Bichat ou Corpo Adiposo de Bichat que pode vir a ser a remoção total ou parcial desta gordura presentes em cada lado da boca.

Estas bolsas de gordura estão presentes no corpo, não importa se a pessoa está ou não acima do peso, o que pode mudar é o tamanho removido que vai de cada paciente, então mesmo sendo formadas por tecido adiposo elas não respondem ao emagrecimento ou seja vão continuar mesmo que a pessoa tenha perda de peso, e por questões genéticas, muitas vezes está gordurinha é maior do que o desejado causando incômodos estéticos, por isso e possível fazer a remoção

 

 

Como é feito o processo cirúrgico passo a passo

 A bichectomia é um procedimento cirúrgico relativamente simples de pequeno porte q é realizado através de uma incisão pequena variando entre 1,0 a 1,5 cm, realizada na parte interna da boca com anestésico local para que o paciente não tenha nenhum desconforto, em seguida é pressionado o lado externo da bochecha para que a gordura etravesse o corte e a mesma é removida com uma pinça.

Apos a remoção o cirurgião fara a sutura que acontece internamente, sem deixar cicatrizes externas.

Os pontos podem ser do tipo absorvíveis ou normais. No caso dos normais, o paciente precisara fazer a remoção após 7 dias de cirurgia, no caso nós gostamos dos normais para que se tenha um acompanhamento mais preciso no pós operatório.

 

Porque temos essa gordurinha?

A gordura fica localizada entre os músculos da bochecha chamados de musculo masseter e músculo bucinador e tem um importante papel durante a fase de amamentação, assim auxiliando o bebê na amamentação (sucção) do leite materno.

Após a fase de amamentação esta gordura fica praticamente sem nenhuma função ou até mesmo atrapalhando em alguns casos, e é devido a este motivo que muitas pessoas procuram para a retirada do tecido

 

Pré e Pós-operatório da bichectomia

Antes da cirurgia, é importante que você faça uma pré-avaliação com o profissional. Lembre-se de informá-lo sobre quais medicamentos você toma e tire todas as suas dúvidas sobre o procedimento

A recuperação não apresenta grandes complicações. O recomendado é fazer compressas de gelo e utilizar faixas de compressão faciais nos três primeiros dias para diminuir os inchaços, dores e hematomas.

A alimentação nos dois primeiros dias deve ser, em sua maior parte, líquida. No entanto, o paciente também pode ingerir papinhas e alimentos que não demandem força na mastigação.

O repouso é recomendado nos dois primeiros dias e o paciente não deve fazer esforço físico na semana após a cirurgia. Além disso, devem ser tomados os medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos receitados pelo cirurgião. Por fim, é preciso uma atenção redobrada na higiene bucal, para evitar o risco de infecções.

 

Resumindo deve-se evitar:

  • Fazer atividades físicas, como academia, crossfit e etc.;
  • Levantar peso nos primeiros dias;
  • Falar excessivamente nas primeiras 48 horas;
  • Ingerir alimentos muito quentes nas primeiras 48 horas.

Qual o tipo de profissional indicado para a realização da cirurgia?

Somente médicos cirurgiões plásticos e dentistas são os profissionais que têm autorização para fazer esse tipo de cirurgia

Alguns motivos para a procura da cirurgia

Esse procedimento tem como principal função a estética para harmonização orofacial. Seu objetivo é deixar o rosto com a aparência mais magra, fina e alongada.

Além dessa finalidade, também é indicada para pacientes que, por terem as bochechas muito grandes, apresentam traumas e dores na mucosa, decorrentes de mordidas constantes.

Resumindo ela é indicada nos casos de:

 

  •   Harmonização do formato do rosto.
  •   Indicação funcional para pacientes que mordem a bochecha.
  •   Rosto com volume aumentado mesmo perdendo peso.

 

Quais as contraindicações?

É preciso que o profissional avalie as expectativas e o formato de rosto do paciente para verificar se o procedimento é mesmo necessário. Pacientes que já apresentam o rosto fino e magro não devem realizar a cirurgia.Além do formato de rosto, outros fatores também são contraindicações para a bichectomia, são eles:

  • uso de radioterapia ou quimioterapia;
  • cardiopatias severas;
  • infecções locais ou sistêmicas;
  • deficiências de coagulação;
  • problemas hepáticos e renais graves;
  • gravidez;
  • menores de idade.

O resultado é imediato?

Nos primeiros 5 dias após a cirurgia o inchaço facial é bem evidente. Conforme os dias vão passando, o rosto volta a ter as características que já possuía antes da cirurgia.

O resultado do procedimento em si é lento e gradual, demorando entre 3 e 6 meses para que o rosto fique com o formato adequado. No entanto, os primeiros resultados podem ser vistos no primeiro mês após o procedimento.

A cirurgia atrapalha na mastigação?

Não. A redução das bochechas pode inclusive trazer uma melhora funcional, para quem está sempre “mordendo as bochechas” em função do aumento da Gordura de Bichat.

 

Bichectomia, como é no futuro?

Com a popularização da bichectomia, uma discussão imensa foi criando corpo no que diz respeito aos seus resultados a médio e longo prazo.

É de conhecimento da comunidade científica que as bolas de Bichat são maiores na infância e vão diminuindo conforme o processo de envelhecimento. Por isso, os bebês, em geral, são muito mais bochechudos e no decorrer do crescimento perdem um pouco essa característica.

Seguindo essa lógica, alguns médicos afirmam que a remoção das bolas de Bichat pode acelerar o envelhecimento, ou acentuar as características desse processo. Isso porque essa gordurinha facial também seria responsável, então, por dar sustentação ao rosto.

Porém isso aconteceria somente em pacientes em que a cirurgia de bichectomia não é indicada — aqueles que já possuem rostos magros e outras condições já explicadas acima.

Em geral, como o procedimento se popularizou recentemente, os resultados ainda não puderam ser avaliados, mas a previsão de alguns médicos é que dentro de alguns anos muitas pessoas que fizeram a bichectomia estarão se submetendo a novos tratamentos estéticos.

Estes serão para (re)preencher o “buraco” deixado pela ausência das bolas de Bichat, com o intuito de disfarçar o envelhecimento precoce.

No entanto, há médicos que discordam que essas estruturas tenham funções de sustentação e portanto não teriam influência alguma no processo de envelhecimento facial.

 

Porque o nome Bola de Bichat ou gordura de bichat?

Essa gordurinha recebe este nome por ter sido descoberta, no século 19, por um anatomista e fisiologista francês chamado Marie François Xavier Bichat que é considerado como o pai da patologia e histologia moderna, daí a o nome da gordura ser Gordura de Bichat.

 

A partir de qual idade posso fazer uma cirurgia plástica para diminuir as bochechas?

Geralmente, a maior parte das cirurgias plásticas estéticas no rosto, poderá ser feita assim que houver o crescimento completo da face. Sendo assim, a cirurgia pode ser feita já na adolescência, desde que haja consentimento por escrito dos responsáveis pelo paciente.

É preciso fazer algum exame antes de fazer uma redução das bochechas?

A realização de exames pré-operatórios irá depender das características de saúde e idade de cada paciente. Na maioria dos pacientes jovens, e sem problemas de saúde, não são necessários exames adicionais, desde que seja feita uma avaliação médica detalhada.

Alguns profissionais recomendam a realização de ressonância magnética antes da bichectomia para avaliar o tamanho da bola de Bichat. Na minha opinião, esse exame não é necessário desde que seja feito um exame físico adequado do paciente.

O quantidade de gordura que contribuí para o aumento da bochecha, pode ser estimada muito bem pelo exame físico do paciente.

 

Quanto custa o procedimento?

Em relação a valores todos os orçamentos são feitos na própria clinica, sem custo de consulta, apenas do procedimento se caso o paciente optar por realiza-lo.

 

Agende sua consulta agora por WhatsApp!

Dentista em Valinhos a 40 anos | Odontologia Campagnone - Nós somos dedicados a dar a cada um de nossos pacientes o sorriso saudável que merecem!

Top
Open chat
Bem vindo! Como posso te ajudar?
Sabia que podemos agendar uma consulta rapidinho por aqui, grátis!
Para quando quer marcar?
Powered by